PalavrAcolhida

Colhendo e acolhendo palavras

O Corte

Um corte machuca

Um corte faz esvaziar a sensibilidade

Quem contorna toca o outro

Quem contorna sente

Quem sente toca na flor da alma da gente

Quem contorna floresce

Quem corta emudece

Quando muda, regue

Com o tempo ela cresce e floresce

Ela terá um corpo de palavra e uma natureza forte

Essa força que te assusta

Essa força que teu corte transforma em natureza morta

Disfarçado de coração, usado como decoração

Deixa florecer, não corte

Porque cortes são insensíveis

Cortes interrompem a vida

E a vida tem urgência em ser viva!

Eduarda Renaux

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Informação

Publicado em 30 de setembro de 2019 por em Uncategorized.
%d blogueiros gostam disto: