PalavrAcolhida

Colhendo e acolhendo palavras

A Neurótica – Mundo da Lua

Quando se esta em apuros qualquer jacaré vira tronco, já dizia o ditado. Mas no caso dela uma lagartixa já estava de bom tamanho. Tinha uma amiga que era super astral. Fazia loucuras com os dentes dos jacarés que encontrava pela vida, não era risco, mas aventura.

Jogada na cama feita feito um saco de ossos, músculos e gorduras alcançou com esforço o celular. Lá uma mensagem da amiga – corre que a Mestre dos Mapas esta na cidade. Tira teu mapa astral para sair dessa foça. Meio dormindo, meio morta, agendou um horário. Afinal, sua parte dormindo ainda era sua parte mais viva que tinha.

Data de nascimento? Perguntou a mulher. Falou a data, com pesar. Lembrou da idade que tinha e ficou infeliz pela eternidade dos segundos.

Hora de nascimento? Seguiu as perguntas. Minha mãe falou que tal hora da tarde, respondeu a Neurótica. Tem certeza? desconfiou a mulher. Senhora, vindo da minha mãe, eu duvido de tudo. Ah, Confirma então, porque isso é muito importante, enfatizou a Senhora. Para a surpresa da Neurótica ao pegar a certidão de nascimento, a mãe tinha razão.

Não te dais bem com tua mãe, né? Perguntou a mulher. Falar de mãe não, não!!! Porque todos os caminhos levam na mãe? Até no caminho dos astros e planetas. Não é mundo que gira em torno da mãe, é o universo! Pensou a Neurótica.

Aguardou uns instantes entre olhares enigmáticos.

– Tens o resultado, é grave? Perguntou a Neurótica. Deu câncer, falou a Senhora. Ah meu deus!!!!! Se apavorou a Neurótica

-Olha guria….ia falando a Senhora. A Neurótica amou ser chamada de guria, até esqueceu a data de nascimento, o signo e ascendente.

-Lua em câncer é tipo, emoção na emoção. Mas obvio que tudo tem seu lado luz e sombra, assim como a lua. Você é empática e acolhedora mas….e assim seguiu a Senhora com as explicações. Mas a Neurótica não ouvia mais nada, só o eco da palavra câncer.

lua

– Da de trocar de lua? Perguntou a Neurótica. Não, respondeu a mulher. Mas veja minha jovem…deixa eu lhe explicar, seguiu a Senhora.

“Minha jovem?!!!!”. Essa mulher esta tentando me seduzir, pensou a Neurótica. Será que gostou de mim? Ela tem seu charme. Seguiu no devaneio. Passou mal de emoção. Numa rota desesperada de fuga, A Neurótica pediu licença para sair.

Estava com uma paixão “plutônica”, já pensando em sua aliança do tamanho dos anéis de saturno. Nas “terras” hostis do amor, feito Júpiter, é melhor ter cautela.

A Senhora tentou detê-la. “Amada, ainda falta ver as casas, falta tudo, tem muita coisa para ver.”

Agora a Neurótica tinha certeza! A Senhora a amava, tão certo quanto a chegada do homem a lua. “Para o mundo um passo, mas para ela um salto de humanidade”. Correu para ligar para amiga aventureira e contar o ocorrido, estava em êxtase. A amiga desanimada ouviu pacientemente. Mas resolveu não colocar lenha na fogueira, a situação já estava quente feito mercúrio.

Sentiu uma animação que há tempo não sentia. No fundo sabia que era delirante, mas queria saborear cada momento. Sentia uma beleza de Vênus. Porque toda a mulher é terra, é fertilidade, é criação. Toda a mulher é água, emoção. Toda a mulher é fogo, sonhadora, visionária, movida pela paixão. E toda a mulher é ar, razão, guerreira. Toda a mulher é coração e intuição.

Pela primeira vez em muitos anos, através de outra mulher, sentiu-se ainda mais mulher. Sentiu vontade de ligar para a mãe e falar de sua gestação e de seu nascimento. E pela primeira vez não falaram de doença e nem drama.

Vai ver esse câncer não é tão grave assim, era apenas em sua fantasia inicial. Mas nesse  mundo da Lua, encontrou seu mapa, encontrou seu lado astral.

Eduarda Renaux

 

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Informação

Publicado às 8 de março de 2018 por em contos e marcado .
%d blogueiros gostam disto: