PalavrAcolhida

Colhendo e acolhendo palavras

A Neurótica – O início

Seu nervosismo já tinha chegado ao limite. Pelo menos era isso que os entes próximos pensavam depois que quebrou alguns itens da casa, bateu o carro por distração e recebeu advertência por … Continuar lendo

2 de março de 2017 · Deixe um comentário

Velório em Festa

A próxima da fila era eu, certamente. A última de minhas amigas de nossa geração havia acabado de falecer de infarto fulminante. Coitada! Me corrijo prontamente em pensamento, coitada nada! Essa sim … Continuar lendo

9 de fevereiro de 2017 · Deixe um comentário

Um lugar chamado Vó

Algumas avós são mães com açúcar e muito mais…. O tempo que vira sabedoria, cresce feito fermento com o que ensina, deixa muita gente mais doce, macia e porosa. Algumas … Continuar lendo

30 de janeiro de 2017 · Deixe um comentário

Amanhã pode ser outro dia

Jogada no sofá no auge de seus três anos de idade, sem muito entender sobre o desenho que assistia, apenas ria muito com os tombos dos personagens na neve, dos ataques … Continuar lendo

8 de janeiro de 2017 · Deixe um comentário

Amigo Secreto

Final de ano chegou, nada mais justo que celebrar o tempo que passou. Para facilitar as homenagens e as declarações afetivas, o amigo secreto tornou-se com o passar do tempo … Continuar lendo

4 de dezembro de 2016 · Deixe um comentário

De Ponto em Ponto

Pelas ruelas que andou, pelas escadarias dos morros que subiu, pelos bancos que sentou, nas ribanceiras que desceu com o pés firmes ao chão, com os filhos pequenos em cada … Continuar lendo

19 de novembro de 2016 · Deixe um comentário

Pensante Ambulante

“Quanto custa uma alma tranquila e o sono de um inocente? Falam tanto do poder das cifras e esquecem que poderoso mesmo é o pensamento, que mesmo tão abstrato consegue … Continuar lendo

21 de outubro de 2016 · Deixe um comentário

Eu vou mas eu volto!

Era filho da curiosidade e da vida. Sem curiosidade provavelmente não buscaria engatinhar explorando o mundo a sua volta, mesmo com um certo desconforto em seus joelhos e palmas da … Continuar lendo

11 de setembro de 2016 · Deixe um comentário

A Virada do Tempo

Quando o joelho começava a doer durante a noite, entre uma mudança e outra de posição na cama, já sabia que viria frio e chuva. Quem sabe só frio. Sua … Continuar lendo

21 de agosto de 2016 · 1 comentário

Despertou!

Despertou! Sem o sobressalto do despertador e nem de um pesadelo. Apenas abriu os olhos como se o sono nunca tivesse lhe alcançado naquela noite. Mas também lembrou que foi … Continuar lendo

30 de julho de 2016 · 1 comentário

Um Conto Sobre Uma Pergunta

Ela estava pensando no nada e em tudo que dentro do nada existia. Até que uma pergunta de precisão cirúrgica lhe furou a nuvem do pensamento. Caiu de lá do … Continuar lendo

2 de julho de 2016 · Deixe um comentário

A Gente Se Acostuma Mas Não Devia

“A agente se acostuma. Mas não devia”. Marina Colasanti Estava no telefone, quando a pessoa que me ouvia se encorajou a perguntar: Por que estais ofegante? De pronto respondi: Não … Continuar lendo

7 de maio de 2016 · 2 Comentários

O Gato Subiu no Telhado

“Um casal dedicava especial atenção e carinho a um gato de estimação. Quando fizeram uma longa viagem de férias, deixaram o gato sob os cuidados da empregada. Após alguns dias, … Continuar lendo

23 de abril de 2016 · 2 Comentários

Vai como Pode e Deixa falar

“Não permito que nenhuma reflexão filosófica me tire a alegria das coisas simples da vida” (FREUD, S.) As escolas de samba e o carnaval passaram a se tornar uma importante … Continuar lendo

9 de fevereiro de 2016 · Deixe um comentário